Não há banners cadastrados

Veja o que disseram os conselheiros do TCE sobre o RGA dos Servidores Municipais

Compartilhe a notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Os conselheiros do Tribunal de contas de Mato Grosso (TCE-MT), voltaram a discutir o Reajuste Geral Anual dos Servidores municipais. O conselheiro Antônio Joaquim foi enfático quanto a legalidade para a concessão, em municípios os quais a exemplo de Sorriso, apresentem boa saúde financeira.

“Na minha concepção é que essa aprovação permite que alguns Municípios paguem o RGA. Eu estou entendendo que nós estamos autorizando alguns municípios a pagarem”, disse o conselheiro Antônio Joaquim, citando Sorriso como exemplo.

Assista a fala do conselheiro Antônio Joaquim.

Já no caso de Luiz Carlos Pereira, o entendimento é no mesmo sentido, de forma que “o RGA não é aumento, não é uma vantagem, é sim uma readequação dos proventos como se prevê a Constituição Federal.

 

Veja o voto do conselheiro Luiz Carlos Pereira.

 

Já no caso do conselheiro Jose Carlos Novelli, acompanhou o relator, mencionando estar de acordo com o posicionamento de Antônio Joaquim, defendendo o RGA nos caso de Sorriso.

Veja o voto do conselheiro Jose Carlos Novelli

Inscreva-se em nossa newsletter

Mantenha-se bem informado sobre as notícias do SINSEMS

Mais notícias
WeCreativez WhatsApp Support
Realize seu agendamento através do nosso WhatsApp
Olá, em que posso ser útil?